terça-feira, 12 de maio de 2009

Á G U A

Em um país como o Brasil, em pleno verão, com altas taxas de temperatura e umidade relativa do ar, não dá para resistir mais do que quatro dias sem água. No frio, esse tempo pode chegar a sete dias - dependendo, claro, das condições físicas de cada um. Para se ter uma idéia, a perda média de água do ser humano é de cerca de 2 a 2,5 litros de água por dia, que saem na urina, fezes e suor - em dias quentes, chegamos a perder o dobro disso. Pois bem, quando você sente sede é porque já teve de 1% a 2% do seu peso perdido em água. "Quando essa taxa passa de 5%, a pessoa começa a ter sérios comprometimentos clínicos", afirma o médico fisiologista Renato Lotufo.

No calor, quatro dias a seco significam uma perda de mais de 20% do peso corporal - risco de morte imediata. "Esportistas precisam ficar ainda mais atentos, pois a saída de líquidos é muito rápida. Há casos de morte por desidratação em triatletas que não se hidrataram por duas horas", diz Lotufo.

Gosto de pensar na humanidade de Jesus. Isso me fortalece a tentar ser cada dia mais semelhante a Ele. Uma das evidências da sua humanidade está em uma das histórias narradas por João nos evangelhos. Jesus teve sede.

Ele saiu da Judéia para a Galiléia. Não sei quanto tempo durararia essa viagem, mas João revela no verso 6 do capítulo 4 do seu livro que Jesus estava cansado do caminho e sentou junto à fonte de Jacó na Samaria.

Os judeus e os samaritanos não se comunicavam, mas Jesus pede para uma mulher samaritana: “dá-me de beber”. Como já conhecemos na história, Jesus em troca dá um presente para esta mulher: “aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna.” João 4:14

A continuação da narrativa, Jesus concede perdão para todos os pecados dela e ela testemunha para toda a vizinhança que Ele é o Messias.

Ela provou da água da vida que sacia a alma e mata a sede de perdão.

Para nós também existe a promessa da água da vida... Na consumação dos séculos Jesus nos dirá: “Eu sou o Alfa e o Omega, o princípio e o fim, o primeiro e o derradeiro... Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã... E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida.” Apocalipse 22 (trechos dos versos 13,16 e 17)

A água da vida é Jesus... Nunca mais voltaremos a sentir sede. Seremos tranformados pelo poder de sua glória assim que tomarmos dessa Água. Cabe a nós testificarmos a todos que conhecemos que Ele é o Messias.

Eu não sei quais seus contatos diários com a água, acredito que sejam muitos. Seja em garrafinhas, copos de vidro, descartáveis, durante o banho... lembre-se do poder da Água da vida, de perdoar e salvar e está a nossa disposição. Beba e sacie sua sede!

[Jacqueline Souza Alves]

Um comentário:

  1. DEUS QUE TE ABENÇOE,SIMPLES,CLARA OBJETIVA,E CONTUNDENTE.

    ResponderExcluir